​© 2019 Revista Litteris   - Uma publicação Semestral                     email: revistalitteris@yahoo.com

Número 17
Junho  de  2016
Ano 8 

ISSN: 19837429

N. 17

 

Apresenta-se neste número o dossiê "Irã: sociedade, política e cultura" como resultado de uma ampla pesquisa investigativa acerca da cultura iraniana em seus diversos aspectos. Na interface entre sociedade, política e cultura, se espraia uma rede de pesquisadores de norte a sul do país, brasileiros e iranianos, interessados em divulgar as inúmeras possibilidades de simetria no binômio Brasil- República Islâmica do Irã. Este trabalho conjunto é fruto das reflexões que surgiram dentro do Grupo de Pesquisa Brasil-Irã com sede na Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS/UFRJ) para a pesquisa, produção intelectual e desenvolvimento de projetos culturais e acadêmico-científicos que circunscrevam os interesses propostos para a compreensão das relações entre os dois países. A edição número 17 da Revista Litteris vem ao encontro desta iniciativa de divulgar os primeiros resultados desta aproximação empírica. Os artigos publicados concentram-se na temática cultural e política, tendo seu marco cronológico inicial na Revolução Islâmica de 1979, perpassando os diversos contextos históricos do Irã como agente político e ativo na construção de sua memória coletiva e de seus marcos identitários, e seguem até a contemporaneidade. Na continuidade  deste fluxo cultural, os imigrantes iranianos, já em terras brasileiras, desenvolvem suas redes de pertencimento tendo como grande expoente cultural a religião islâmica, representante majoritária dos recém-chegados, que através das performances ritualísticas recriam sua terra imaginalis em solo brasileiro e constroem seus territórios sagrados passíveis de serem recriados com forte aporte emocional coletivo, reverberando os discursos dos que agora precisam religar-se a terra mater para perpetuar a memória.

Neste ínterim, o fluxo dinâmico entre o Brasil e o Irã e entre o Irã e o resto do mundo, ganha novos contornos no ano de 2016 e nos permite enveredar por múltiplas possibilidades de análise, sob uma gama diversa de perspectivas conceituais e uma episteme interdisciplinar que se complementam e coadunam para melhor compreender os fenômenos sociopolíticos que se reconfiguram continuamente em um simbolismo fulgral e nas constantes aproximações derivadas desse encontro instigante.   

Outrossim, sob a importância da desconstrução de estereótipos arraigados é importante observar que em tempos, onde vemos a ascensão da xenofobia de extrema direita na Europa e nos EUA, assim como a islamofobia fomentada pela barbárie de um autoproclamado califado, a aproximação intelectual entre Brasil e Irã não só se mostra salutar, mas absolutamente necessária para que possamos combater com as armas da razão a intolerância e o retrocesso.

 

Boa leitura! Khodafez!

 

Os organizadores:

Andrew Traumman e Karina Arroyo.

REVISTA DIGITAL - PUBLICAÇÕES - Nº17

1. O LONGO CAMINHO PARA TEERÃ: PRAGMATISMO E DIVERSIFICAÇÃO DE PARCERIAS NA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA APÓS O SEGUNDO CHOQUE DO PETRÓLEO - Andrew Traumann

2- O MODELO DE GOVERNO DO IRÃ PÓS-REVOLUÇÃO E OS DESAFIOS PARA SEU FUNCIONAMENTO – Renatho Costa

 

 

 

3- AS MAJLIS DE ASHURA: TERRITÓRIOS DE PERFOMANCE - Karina Arroyo Cruz Gomes de Meneses

 

4 -UMA BREVE HISTÓRIA DA ECONOMIA IRANIANA: DA DINASTIA QAJARI À REPÚBLICA ISLÂMICA - Adnan Abdallah El Sayed / Ali Ahmad Chams

5-  A SOLUÇÃO IRANIANA: AS RELAÇÕES ENTRE ESTADOS UNIDOS E IRÃ EM FACE DA ATUAL AGENDA NORTE-AMERICANA PARA O ORIENTE MÉDIO - Douglas Henrique Novelli

6 - SOHRAVARDÎ E AS ORIGENS DA NOÇÃO DE MUNDO IMAGINAL - Daniel Rodrigues Placido